7 curiosidades sobre seu trajeto de casa ao trabalho

0
2374

Quase três horas todos os dias. É o que o paulistano gasta no deslocamento de casa até o trabalho. Em média, esse percurso é feito em duas horas e quarenta e seis minutos na cidade de São Paulo.

Considerada a sexta maior metrópole do mundo, a capital paulista também é conhecida por possuir um dos piores trânsitos, especialmente para uma grande parte dos seus 12 milhões de habitantes. Para eles, o trajeto casa-trabalho, geralmente, não é o melhor momento do dia, seja pelos congestionamentos frequentes ou pela superlotação dos transportes públicos.

Pensando nisso, Jacob Rosenbloom, CEO da Emprego Ligado, listou sete curiosidades científicas que demonstram como as horas no trânsito impactam a vida dos profissionais, diminuindo a sua qualidade de vida e sua produtividade.

1 – Encarar o trânsito pela manhã é o pior momento do seu dia: pesquisadores norte-americanos entrevistaram cerca de 900 mulheres para saber quais atividades rotineiras as deixavam mais felizes. Enfrentar o percurso até o trabalho logo cedo era o mais odiado por elas, superando tarefas como limpar a casa. O trajeto de volta na parte da noite apareceu em terceiro lugar no ranking.

2 – Você jamais irá se acostumar: de acordo com o psicólogo Daniel Gilbert, da Universidade de Harvard, o ser humano é capaz de se adaptar a qualquer coisa, menos com o trânsito, “porque é totalmente imprevisível”.

3 – Trajetos longos acabam com a sua relação: um estudo feito durante quase uma década na Suécia, com mais de 2 milhões de pessoas casadas, descobriu que casais que passavam mais de 45 minutos no trânsito tinham 40% mais de propensão a se divorciar.

4 – Parceiros unidos no amor e no trânsito: porém, ao contrário da pesquisa acima, um estudo feito com mais de 400 casais nos EUA e na China revelou que fazer o mesmo trajeto juntos todos os dias faz bem para a relação.

5 – Menos tempo na academia, na cama e na cozinha: uma pesquisa de um instituto norte-americano mostrou que cada minuto perdido no trajeto entre casa e trabalho impacta numa redução de 0,0257 minutos de tempo de exercícios; menos 0,0387 minutos de tempo na cozinha; e uma diminuição de 0,2205 minutos no tempo de sono.

6 – O home office ainda vai te conquistar: comparados com aqueles que enfrentam deslocamentos acima de três horas, os profissionais que trabalham de casa dormem 44,7 minutos a mais e gastam 63% a mais de tempo se exercitando.

7 – Se não há como mudar, relaxe: especialistas recomendam que após um longo dia de trabalho (e horas de trânsito), o profissional tente melhorar a situação lendo um bom livro ou ouvindo suas músicas prediletas. Isso ajuda a tirar o estresse e alivia a mente cansada.

7 curiosidades sobre seu trajeto de casa ao trabalho. Veja mais artigos. Saúde.

comentários