A arte do entretenimento na gestão de RH

0
260
Vives, da The Walt Disney Company Brasil:
engajar e encantar

“Você pode sonhar, projetar, criar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo, mas precisará de pessoas para tornar o sonho realidade.”
Walt Disney

Se há uma empresa no mundo que entende de encantamento é a The Walt Disney Company. A magia de seus personagens, histórias, filmes e parques fascina crianças e adultos desde 1920, década em que seu fundador, Walt Disney, iniciou carreira na área de entretenimento. Uma magia que, como indica a frase na abertura da matéria, extrapola o campo da ficção para fazer parte da visão de mundo da companhia, transformando-a, também, em referência em gestão de pessoas. Uma conquista nada simples para uma organização que reúne cerca de 180 mil colaboradores – entre funcionários e cast members (elenco) – distribuídos em mais de 40 países. Cultura forte, liderança atuante, protagonismo e empowerment no trabalho são alguns dos ingredientes da filosofia que faz a Walt Disney se destacar no mundo corporativo.

Esses e outros aspectos são abordados na entrevista  concedida por Miguel Vives, SVP (vice-presidente sênior) e country manager da The Walt Disney Company Brasil. Ele está nesta edição do CONARH para apresentar a palestra A arte de engajar e encantar.

Até que ponto o fato de a matéria-prima da Walt Disney ser a magia do entretenimento ajuda a organização a encantar e engajar seus talentos?
Miguel Vives – Somos uma empresa líder em entretenimento, que, por meio de histórias, personagens e produtos, traz magia para a vida de todas as famílias brasileiras. Sem dúvida alguma, a magia facilita o engajamento dos nossos talentos, pois a vivenciamos em todos os momentos que pensamos no desenvolvimento dos produtos e serviços, nas estratégias de marketing para o lançamento de um novo filme, na produção de uma corrida ou evento externo, etc.

Que percepção os funcionários têm sobre isso?
Bienalmente, realizamos uma pesquisa global de satisfação de nossos funcionários e cast members, que nos orienta sobre como está o nível de engajamento de funcionários e apresenta os principais pontos favoráveis e de melhoria da organização. Um bom exemplo de como a nossa matéria-prima ajuda a encantar e engajar é o fato de termos a vasta maioria muito favorável ao item “Sentir-se orgulhoso de trabalhar na The Walt Disney Company”.

Nesse sentido, qual é o seu papel como responsável pela companhia no Brasil?
Eu me ocupo pessoalmente de certificar que os nossos talentos no país sejam ouvidos e busco encontrar novas maneiras de aprimorar a experiência deles na companhia. Meu trabalho é muito próximo ao nosso líder sênior, ao time de RH e sempre em linha com as prioridades do nosso líder regional. Além disso, a liderança executiva reúne-se para avaliar os resultados e refletir sobre o “termômetro” da nossa organização localmente. Atualmente, temos um comitê, formado pelos próprios funcionários, que é responsável, junto com seus líderes, por definir o plano de ação e acompanhar sua evolução. Engajar significa uma comunicação clara, foco e cuidado genuíno das pessoas, deixando a direção da companhia bem definida por seus líderes.

Quais são os valores da companhia?
Alguns dos valores da companhia são ética, honestidade, integridade e respeito, tanto no ambiente de trabalho quanto nos seus serviços e produtos, bem como criatividade e inovação. A marca Disney reflete esses valores não somente para os consumidores, mas fortemente são experienciados por nossos funcionários e cast members. Na última pesquisa de satisfação, realizada em 2014, também constatamos o quanto esses valores são experienciados e mostrou-se um grande valor da companhia reconhecido por eles como um fator importante para o engajamento.

O que é preciso para que a excelência em gestão de pessoas se faça presente em todos os lugares em que a empresa opera, apesar das diferenças culturais locais?
Quando se sabe a direção, os valores e os comportamentos que esperamos para chegar aos resultados da organização, a cultura local e a diversidade tornam-se bons catalisadores da inovação para uma companhia que tem isso entre os pilares de sua estratégia. O direcionamento claro que temos do nosso CEO, Bob Iger, estabelece que a The Walt Disney Company mantenha o foco na excelência da cultura, liderança, inovação, marca e serviços. Isso garante que a excelência na gestão de pessoas esteja presente em todos os lugares, independentemente da cultura de cada território e região.

comentários