Amigo urso

    0
    1592

    Empresa investe no ambiente de trabalho para atrair talentos
    – e conta com a ajuda de funcionários “especiais”

    Paçoca, da Arquivei: "contratado" pelos funcionários para ajudar nos "momentos difíceis"
    Paçoca, da Arquivei: “contratado” pelos funcionários para ajudar nos “momentos difíceis”

    No meio da tarde, em meio a um período complicado no trabalho, que tal receber um abraço de um amigo sempre pronto para ouvir seus lamentos? Na Arquivei, empresa de gerenciamento fiscal, isso acontece e há um personagem específico para essa tarefa de promover um certo conforto para seus funcionários. Na verdade, existem dois.

    Carga horária extensa, muito trabalho, prazos apertados e estresse acumulado são situações comuns para descrever o dia a dia da maioria de trabalhadores em empresas que não contam com um ambiente saudável de trabalho. De acordo com uma pesquisa recente da Sociedade Americana de Designers de Interiores (American Society of Interior Designers), ter um ambiente de trabalho satisfatório é a terceira maior preocupação dos funcionários (21%), depois de receber um bom pacote de benefícios (22%) e um bom salário (62%).

    Por essa razão, cada vez mais, companhias de todos os segmentos buscam mudar esse cenário, investindo na qualidade do ambiente de trabalho. Todo esse esforço pretende influenciar de forma positiva a qualidade e produtividade da empresa como um todo. No front dessas mudanças estão as startups, que já perceberam que aliar um ambiente confortável a boas condições de trabalho é benéfico tanto para os funcionários quanto para a companhia em geral. Por isso, não é de hoje que startups estão aderindo a salas de descompressão, cochilódromos, salas de jogos e todo tipo de instalações que façam os funcionários se sentirem em casa. A tática é importante: com atrativos e esquema diferenciado de trabalho, talentos podem ser atraídos para a empresa, permitindo que a ela continue crescendo.

    Equipe na Arquivei: investimento em ambiente descontraído
    Equipe na Arquivei: investimento em ambiente descontraído

    A Arquivei é uma startup que exemplifica esse movimento de mercado. Com quase três anos de existência e com sede em São Carlos, no interior de São Paulo, a companhia conta com um escritório de dois andares. Uma parte dessa área é sublocada ao coworking Bridge, que abriga mais de 20 startups em vários estágios de maturação.  Além disso, a Arquivei conta com ambientes que mantêm a equipe descontraída e produtiva, como a Sala fun, que conta com videogame, pufes, sofá e livros, e é geralmente frequentada pelos funcionários durante o horário do almoço.

    Lá também é possível tirar um cochilo quando as coisas estão mais calmas. Na cozinha, as comidas e bebidas estão disponíveis em esquema open bar. Doces e salgados de vários tipos podem ser encontrados, como a paçoca, uma das iguarias mais disputadas pela equipe. A máquina de expresso também oferece bebida gratuitamente.

    Um dos processos da empresa é o weekly review, momento em que líderes de diversas áreas da empresa se reúnem para discutir novidades, seja o ingresso de novos funcionários ou a apresentação de resultados. Para deixar o encontro mais descontraído, o esquema open bar também passa a oferecer cerveja. Mas, calma: tudo com moderação e contando sempre com a responsabilidade dos colaboradores. “Muitas das iniciativas partem do pressuposto de que temos uma equipe bem selecionada. Por enquanto é a partir das 17 horas de sexta que a cerveja está liberada”, diz Vitor de Araújo, sócio-fundador e diretor de marketing da Arquivei.

    Paçoca
    Apesar de todos esses atrativos, o trabalho pode apresentar aspectos desagradáveis. Para tentar amenizar um pouco a situação, a sala de Customer Success serve como casa para o urso Paçoca. Ele é, segundo a empresa, um grande fã de abraços e está sempre lá para dar “suporte emocional” para membros do time de suporte e atendimento que estão enfrentando um dia especialmente duro. Já o primo de Paçoca, o “ursinho” XML, acompanha a equipe de Inside Sales, desempenhando a mesma função. O diferencial da sala deles é uma parede-lousa na qual os funcionários podem exercitar seus dotes artísticos. Tanto a ideia de “contratar” os primos ursos quanto a decoração desses ambientes partiram dos próprios funcionários.

    Com a proximidade do prédio da Arquivei com os campi da Universidade de São Paulo (USP) na cidade, a startup acaba se tornando uma empresa atraente para os alunos, que sempre podem visitar o local, participar de palestras, workshops, entre outras atividades. Para os estudantes que já trabalham na empresa, o trânsito entre as dependências da Arquivei para a universidade é tranquilo. Outro ponto que contribui nesse aspecto é o horário de trabalho completamente flexível: muitos funcionários estudantes trabalham na Arquivei entre aulas.

    destaque2Essa proximidade com o mundo acadêmico é fortalecida também com a participação frequente da Arquivei em feiras de empreendedorismo nas universidades da região, o que acaba atraindo grande número de estudantes para a empresa. “Somos palestrantes em diversos eventos; em outros, somos juízes ou mentores; e mesmo já hospedamos alguns em nosso prédio. Também contribuímos em disciplinas da USP aqui na cidade, tanto como palestrantes de empreendedorismo quanto promovendo competição de projetos na computação”, lembra Araújo.

    Competições
    Ao oferecer um ambiente descontraído para os colaboradores, manter o foco se torna mais fácil, o que permite que a equipe dê o melhor de si nas tarefas diárias, avalia Araújo. “A Arquivei estimula a competição saudável entre equipes, com diversas atividades desenvolvidas na empresa. Dinâmicas e competições entre as equipes de inovação e engajamento já são comportamento padrão, enquanto um jogo de pontuação de limpeza e organização da cozinha e mesas confere todas as quintas-feiras um prêmio diferente para o ganhador”, diz. Em algumas dessas provas já rea­lizadas, os prêmios foram desde carrinhos de pipoca e algodão-doce a até carrinhos de raspadinha, tapioca com creme de chocolate, entre outros.

    De acordo com o executivo, com tantos incentivos, os times estão sempre motivados a bater metas. E sempre que elas são alcançadas, a empresa em peso comemora com festa na própria sede. Além do já mencionado open bar, banda e DJ também acompanham a festa. “As comemorações trazem integração e a recompensa do objetivo alcançado. É importante para manter a equipe unida, olhando na mesma direção e sabendo que o trabalho está sendo recompensado”, avalia o diretor e fundador da Arquivei.

    Stormtrooper: para ajudar na descontração
    Stormtrooper: para ajudar na descontração

    Araújo conta que um dos desafios da companhia é manter a cultura de proatividade, iniciativa, curiosidade e ownership entre equipes com perfis distintos. “Temos áreas muito diferentes, como engenharia/desenvolvimento, vendas ativas, vendas passivas, atendimento/customer success, financeiro e marketing. O RH é essencial para conseguir a manutenção dessa cultura, integrando as áreas e evitando conflitos.”

    Outro desafio da empresa refere-se a encontrar os talentos de que precisa. “Alguns profissionais, de comunicação, por exemplo, são difíceis de encontrar na região. Por isso, buscamos pessoas na região metropolitana e os trazemos para cá. O RH tem todo apoio no recrutamento e no onboarding”, diz. E assim que os novos colaboradores chegam, são apresentados à equipe – incluindo os primos Paçoca e XML…

    comentários