Atração e seleção na era digital

Sofia Esteves, da DMRH afirma que antes de se pensar na prática de atração e seleção, é preciso refletir no futuro do mundo do trabalho

0
1071
Sofia Esteves, diretora da DMRH e Cia de Talentos
Sofia Esteves, diretora da DMRH e Cia de Talentos

Sofia Esteves, diretora da DMRH e Cia de Talentos, destacou em sua palestra no CONARH 2016 que antes de se pensar na prática de atração e seleção, é preciso refletir no futuro do mundo do trabalho, devido a crescente taxa global de desemprego, a eliminação de profissões e o fato de os jovens não estarem preparados para as exigências das empresas.

Ela falou sobre um estudo feito pela DMRH/Cia de Talentos sobre o futuro do mundo do trabalho.

O primeiro aspecto identificado foi a mudança do arquétipo de linha de montagem para o arquétipo de redes. Ela destacou que as pessoas e empresas deverão seguir caminhos adaptativos; ter uma postura constantemente “beta”, ou seja, constantemente construir soluções para os problemas que surgem; carreiras DIY (Do It Yourself) ou faça você mesmo, em que aspectos como carteira assinada, lugar fixo e cumprir horários ficarão no passado. Além disso, ter a mente voltada para o futuro, desenvolvendo habilidades relacionadas a sensibilidade em outras áreas de conhecimento para descobrir como contribuir melhor para a organização; ter pensamento ecológico no qual as pessoas pensam coletivamente as suas decisões; e “conectação”, produzindo experiências e conteúdos de qualidade utilizando as tecnologias disponíveis, também são caminhos a seguir.

Para finalizar, Sofia comentou que não existe mais tecnologias definitivas para auxiliar os processos de atração e seleção de pessoas para as organizações. “Fazer R&S na era digital vai exigir dos profissionais de RH maior sensibilidade para a condução dos processos”.

comentários