Aumento do número de casos de depressão no ambiente corporativo

    0
    1290

    Temas relacionados à saúde mental serão discutidos em palestra no XVI Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida – Novas Fronteiras em Qualidade de Vida

    O evento realizado pela Associação Brasileira De Qualidade De Vida (ABQV), nos dias 21, 22 e 23 de maio acontece no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e traz diversos palestrantes renomados, workshops e debates aos participantes de todo o país. Entre os destaques dessa edição está a participação do Professor Titular de Psiquiatria da Universidade de São Paulo, Drº Wagner Gattás, com o palestra “Depressão e Síndrome de Burnout no ambiente de trabalho”, que pretende aprofundar a discussão sobre essa temática tão atual e apontar quais são iniciativas e medidas preventivas em relação a saúde mental no ambiente corporativo.

    A depressão é hoje a principal causa de problemas de saúde e invalidez no mundo, e atinge mais de 11 % da população ao longo da vida, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Os dados apontam o aumento de mais de 18% de casos desde 2005, mas a falta de apoio à saúde mental, combinada ao temor comum da estigmatização, faz com que muitos não recebam o tratamento adequado para viver de maneira saudável e produtiva.

    Além do sofrimento causado pela doença, responsável por 80% dos suicídios, a depressão é a maior causa de incapacitação para o trabalho. Esta incapacitação gera, para as empresas, custos elevados devido ao absenteísmo e, principalmente, devido ao presenteísmo, que é a queda de produtividade durante a presença no trabalho. O Drº Wagner Gattás, afirma que a síndrome de burnout, tipo de depressão voltada especificamente ao ambiente de corporativo, será um dos tópicos principais que serão discutidos em sua palestra, “A burnout traz sintomas depressivos característicos, como diminuição do ânimo, tristeza e distúrbios do sono, é acompanhado por um marcante desinteresse no trabalho e pela negação de valores ligados a ele”, aponta.

    Estima-se que temos hoje no mundo cerca de 350 milhões de pessoas com depressão. Todavia, mais da metade destas pessoas não tem diagnóstico, isto é, desconhecem a doença e seus tratamentos. “Isto é muito triste, pois após apenas três semanas de tratamento, 50% das pessoas que estavam incapacitadas devido a depressão, podem voltar ao trabalho, ter uma vida feliz, produtiva e com qualidade”, diz o professor. Segundo Gattaz, é fundamental reconhecer a importância da saúde mental para a qualidade de vida das organizações e seus colaboradores. “Diagnosticar e propiciar o tratamento dos transtornos mentais é contribuir para a qualidade de vida de seus profissionais, assim como para a produtividade e redução de custos com a saúde para a empresa”, conclui.

    SERVIÇO
    Data: 21, 22 e 23 de maio de 2017
    Local: Hospital Sírio Libanês – SP
    Horário: das 8h às 17h
    Endereço: Rua Prof. Daher Cutait, 69 – Bela Vista – SP

    Os ingressos e a programação completa estão disponíveis no site: http://congresso.abqv.org.br

    comentários