Cinco dicas para ser um profissional feliz

    0
    1998

    As incertezas da economia brasileira afetam diretamente o mercado de trabalho. Não apenas as pessoas que perdem o emprego. Mas também quem ocupa uma vaga. Em todos os setores o clima é cada vez mais competitivo e, algumas vezes, até hostil. “É necessário alcançar metas e se destacar. Isso não significa que a vida precisa se transformar em um martírio. É possível enfrentar os desafios e as pressões com felicidade”, destaca a coach da Effecta Coaching, Janaina Manfredini. Quer saber como? Anote as dicas da especialista.

    – Trabalhe por uma causa: conheça o valor que seu trabalho tem para sua organização. É comum encontrar pessoas que não se dão conta da importância do que fazem. “Ora, se não fosse importante para o resultado final, acredite, você não estaria lá”, ressalta Janaina que exemplifica. “Dentro de um hospital o papel do médico é muito importante. Como seria o resultado sem o trabalho do enfermeiro? Ou sem o apoio daqueles que garantem a esterilização e a limpeza de cada cantinho do hospital? E assim é em todas as organizações. Cada colaborador é importante e fundamental para que os resultados sejam alcançados. Tenha em mente sempre a importância do que você faz”.

    – Envolva-se verdadeiramente com o propósito da organização: entenda qual é esse propósito e importe-se com ele. “É necessário se colocar no lugar dos líderes, participar das conversas evolutivas e das soluções. Esteja disponível para contribuir com o que for preciso e possível. Isso fará você se sentir mais feliz a cada pequena ou grande realização.

    – Avalie sua performance: como você avaliaria seu trabalho se fosse seu líder, seu par, seu liderado, seu cliente, seu fornecedor? Reflita sobre isso. Também preste atenção nos feedbacks que recebe, sejam eles formais ou não. Eles também podem ser uma maneira de avaliar como está seu desempenho. Os bons profissionais estão sempre observando toda oportunidade de melhoria. E muitas dicas podem vir das pessoas que convivem com você. Ter a consciência do seu desempenho vai te tornar mais confiante e consequentemente mais feliz.

    – Colabore com as pessoas: no seu setor ou em setores diferentes. “Seja participativo, cultive bons relacionamentos, trate todos com respeito, tolere as diferenças, entenda que as pessoas são diferentes, agem diferentemente, aprendem diferentemente, cada um tem seu tempo, seu jeito e suas crenças. Lembre sempre: diferente não é melhor nem pior. É apenas diferente”, frisa a coach da Effecta Coaching. Ajudar também traz o sentimento de felicidade, sabia?

    – “Reapaixona-se” diariamente: por você, pelo que você faz, pelas pessoas a sua volta, por sua organização. Afinal, nada é perfeito e tudo sempre pode melhorar. Basta colocar em foco o que é positivo. “‘Reapaixonar-se’ é o ato de você olhar para o que é bom e lembrar do porque você faz o que você faz, onde você faz. É preciso trazer todo o positivo para a mente para que se tenha força para contribuir com a melhoria de tudo. ‘Reapaixonar-se pelo trabalho todos os dias faz toda a diferença para ser realmente feliz profissionalmente”, explica Manfredini.

    comentários