Combatendo os vilões do diabetes

0
2651

Praticar esportes e ter uma dieta balanceada são as melhores receitas
para prevenir e controlar o diabetes

Seria o açúcar pior do que o tabaco para o corpo humano? Segundo artigo publicado na revista científica Nature, o excesso de consumo de açúcar é tão prejudicial quanto o cigarro e já está levando à morte mais de 35 milhões de pessoas por doenças crônicas como o diabetes. E pior: o álcool e o cigarro são regulados pelos governos como forma de proteger a saúde da população, mas há pouco controle sobre a alimentação e quase nenhum incentivo à pratica de esporte no Brasil. Sem qualquer regra, proibindo ou taxando produtos processados cheios de açúcares, a tarefa de casa fica com o consumidor. Cabe a ele fiscalizar a sua própria dieta e rotina de exercícios para evitar ou ainda tratar doenças como diabetes.

Portanto, sim, precisamos tratar nossa saúde com muito respeito. E para pessoas diabéticas essas recomendações devem ser levadas à risca. Os diabéticos devem diminuir a quantidade de gorduras (óleo, manteiga, creme etc.) e de carboidratos (massas e doces), dando preferência aos alimentos grelhados e cozidos, além de frutas e verduras ricas em fibras.

A prática de atividade física também resulta no controle mais eficaz do diabetes. Depois de 12 a 14 semanas de 150 minutos de exercícios por semana, observa-se o incremento das funções cardiorrespiratórias, diminuição dos triglicérides, da gordura corporal, melhor controle da pressão arterial, diminuição da ansiedade e depressão e redução no desenvolvimento de complicações relacionadas às doenças cardiovasculares. Veja que nos pacientes com pré-diabetes (tipo 2), a perda de cerca de 5% a 7% do peso corporal já leva a uma melhora metabólica que pode afastar o risco da doença.

Os mesmos cuidados com a saúde alimentar e corporal se aplicam no caso de diabetes tipo 1 e gestacional. Todavia, no caso de diabetes tipo 1 há uma tarefa a mais: esses pacientes necessitam de injeções diárias de insulina para manterem a glicose no sangue em valores normais com a ajuda de um glicosímetro, dispositivo que mede a concentração de glicose no sangue. E lembre-se: somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento.

comentários