Conheça alimentos amigos do cérebro

0
1765

Alimentos e exercícios específicos podem manter o cérebro em forma. Cuidados na hora de escolher um produto e uma atividade de lazer fazem a diferença

alimentação
Diariamente, jornais, revistas e programas de televisão anunciam as orientações de especialistas para a manutenção de uma vida saudável. Falam sobre exercícios físicos, alimentação saudável… E o cérebro?

Esse poderoso órgão possui uma capacidade de armazenamento e aprendizado incrível. Mas para que ele funcione no máximo de sua potencialidade, é preciso receber alguns cuidados.

Com os avanços da ciência, hoje sabemos que existem inúmeros recursos para isso: de receitas para as refeições diárias a jogos que estimulam a produção de neurônios. O cérebro precisa de energia para funcionar e consome 20% da energia de todo nosso corpo. Podemos, inclusive, gastar 30 calorias por hora somente pensando.

Mas com as prateleiras lotadas de industrializados, isso acaba sendo muito pouco: está difícil seguir uma dieta que contribui tanto para a forma física quanto para asaúde do cérebro. O corpo e o cérebro estão cada vez mais preguiçosos.

Para que os neurônios e os músculos funcionem bem, inclua em sua dieta algumas vitaminas hidrossolúveis, que estão presentes nas frutas, como a vitamina C, as vitaminas do complexo B, vitaminas A e E.

“As frutas secas são ricas em potássio, vitaminas e minerais e ainda fibras solúveis (melhora a saciedade e o problemas intestinais), mas temos que tomar cuidado com o consumo excessivo que pode aumentar demais a caloria diária. Não podemos esquecer das frutas frescas. Elas contêm água, os mesmos nutrientes das frutas secas e participam do processo digestivo de maneira importante”, comenta Érica Leal Pedrina, consultora em brain food do Supera Ginástica para o Cérebro.

O ovo, que por muito tempo foi visto como um vilão da dieta, é essencial para manter o funcionamento da memória, por meio da colina, nutriente presente na gema.

Adotar uma dieta saudável ajuda a prevenir desde pequenos lapsos de memória até graves doenças neurológicas degenerativas. Somado à isso, praticar exercícios físicos e cerebrais também devem estar incluídos no dia a dia.

A ginástica cerebral é uma forma saudável e já comprovada pela ciência de manter asaúde do cérebro, pois preserva a memória e melhora a capacidade de atenção, concentração e raciocínio lógico.

Confira abaixo uma lista de alimentos com nutrientes que fazem bem para o cérebro:

• Peixes – Principalmente os de água fria (salmão, anchova, sardinha, atum, arenque), são fontes de ácidos graxos ômega 3, poderoso antioxidante.

• Frutas e vegetais amarelos – Mamão, manga, pêssego, cenoura, abóbora. São alimentos fontes de betacaroteno, antioxidante que combate o envelhecimento celular.

• Frutas vermelhas – Morango, cereja, framboesa, amora, pitanga, melancia e tomate, também possuem pigmentos antioxidantes que combate os radicais livres e ajudam a memória.

• Oleaginosas – castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, amendoim. Ricas em vitamina E e selênio, além de ser fonte de antioxidantes.

• Carnes, aves, grãos integrais, leguminosas, leite e derivados – Estes alimentos são fontes de vitaminas do complexo B. Ajudam a regular a transmissão entre os neurônios. Na carne vermelha você encontra também o ferro que pode colaborar com a boa memória.

• Blueberry: ameniza os efeitos de doenças do cérebro relacionadas à idade, melhora a capacidade de aprendizagem, melhora a memória e a concentração, estimula o fluxo de sangue e oxigênio para o cérebro.

• Banana: Fornece energia e eletrólitos para o cérebro, melhora as funções cognitivas, protege o cérebro de danos oxidativos, ajudam a melhorar o humor e a manter o equilíbrio.

• Amêndoa: ajuda a prevenir declínio cognitivo relacionado à idade, melhora a memória e o aprendizado, aumenta a atenção.

• Canela: Aumenta a atividade do cérebro, alivia a tensão nervosa e evita perda de memória, reduz riscos de doença do Alzheimer.

• Linhaça: rica em gorduras do cérebro saudável, constroi e protege os neurônios, regula o ambiente do cérebro, e melhora as funções cognitivas.

comentários