Coworking ou home office, qual a melhor opção?

    0
    772

    Por Fernando Bottura*

    O atual mercado, que exige maior agilidade na tomada de decisões, possibilita novidades nos formatos de trabalhos que no passado eram inimagináveis. Dentre esses, um destaque é a possibilidade de não ter mais uma sede para empresa, rompendo as fronteiras físicas para empreender. Hoje, existem alternativas como o home office ou o coworking.

    Mas, até que ponto esses modelos são interessantes e qual é o mais vantajoso? Primeiramente, acredito ser importante elucidar o que seria home office e coworking.

    Home office é a possibilidade de um profissional trabalhar da própria casa, sem se deslocar para o trabalho. Já coworking é um modelo de escritório compartilhado, onde se obtém um espaço profissional, mas com custos reduzidos.

    Quando empresa pensa em home office, a ideia é minimizar ao máximo os custos que possui, tais como aluguel de escritório, gastos com energia e refeição. Enquanto no coworking, o custo para a pessoa pode ser um pouco maior do que de trabalhar de casa, mesmo o preço sendo muito menor do que qualquer escritório, mas a dificuldade de deslocamento e a baixa infraestrutura do local devem ser levadas em consideração.

    São necessárias muita organização e disciplina para optar pelo home office. A possibilidade de ficar mais relaxada pode fazer com que a pessoa produza com melhor qualidade em alguns casos; mas, para outras, isso pode resultar em perda de foco. Principalmente, quando o espaço é compartilhado com familiares. Outro ponto que deverá ser levado em conta é que não se elimina todos os custos de um escritório, pois, deverão ser considerados gastos com materiais, energia, telefone, dentre outros. E o ponto mais complicado nessa opção é a necessidade de receber um cliente para uma reunião de negócios, para a qual o espaço da residência deverá estar totalmente adaptado.

    Existem pessoas que trabalham com maior foco e empenho se estiverem em um espaço profissional, pois dividindo ambiente com mais pessoas aumenta a possibilidade de negócios, e para esse perfil o coworking se mostra uma boa opção. Além disso, poderá optar por um espaço com localização estratégica para as tratativas da empresa e que também estará apto para receber clientes para reuniões.

    Enfim, não existe uma resposta exata para a questão apresentada, tudo dependerá de qual será a real necessidade do profissional e, principalmente, a capacidade de adequar sua produtividade a esses modelos. Sendo assim necessário grande planejamento.

    *Fernando Bottura é executivo e fundador da GoWork

    comentários