Cuide do coração de sua empresa

0
764
Crédito: Getty Images

 

Nas últimas décadas, a abertura da economia brasileira e o surgimento de novos modelos técnico-econômicos provocaram uma série de transformações no âmbito organizacional, principalmente no que diz respeito à qualidade de vida. Muitos executivos abandonaram hábitos saudáveis para correr atrás de novos projetos, clientes e demandas que surgiram com essas alterações do mundo corporativo no Brasil.

O resultado da soma das novas atribuições no trabalho e a diminuição do tempo livre não poderia ser diferente: os executivos brasileiros registram altos índices de estresse. Uma pesquisa da empresa de recrutamento Robert Half constatou que 42% dos brasileiros sofrem com esse mal no ambiente de trabalho. A média mundial, por sua vez, é de 11%. 

Como o esgotamento reflete instantaneamente na produtividade dos colaboradores, recomenda-se que o RH observe as causas que levam a esse ponto. As dicas, abaixo, elencadas pelo clínico e cardiologista dr. Antonio Carlos Till, do Vita Check-Up Center, podem não acabar com cem por cento desse problema, mas são questões que devem ser analisadas em programas de qualidade de vida encabeçadas pela área de gestão de pessoas:

 

1. Manter uma alimentação saudável

Tenha uma dieta balanceada, rica em verduras, legumes, frutas, fibras e carnes brancas e ingestão de carboidratos em quantidade moderada. Esse hábito auxilia na conservação do peso normal, facilitando um bom sono e evitando doenças como diabetes, infarto e hipertensão arterial.

 

2. Fazer atividade física

O objetivo não é tornar-se um atleta, mas manter uma atividade física aeróbica regular contribui para o controle do peso, para o fortalecimento da musculatura, para a redução da gordura corporal e previne doenças cardiovasculares e o diabetes, além de aumentar a disposição física e colaborar para o controle do estresse emocional.

 

3. Não fumar

Não ter esse hábito melhora a qualidade de vida, pois previne diversos tipos de câncer, de doença cardiovascular e até mesmo de disfunção erétil.

 

4. Moderar o consumo de bebidas alcoólicas

O álcool não é um bom companheiro, já que pode influenciar negativamente a qualidade do sono, alterando o comportamento emocional, diminuindo a capacidade física. E, quando em excesso significativo, as bebidas alcoólicas levam à lesão hepática e ao déficit significativo do desempenho intelectual.

 

5. Cuidar da aparência

Procure manter uma boa postura corporal, o peso controlado e proteja sua pele. Não se exponha ao sol em excesso e faça exercícios.

 

6. Dormir bem

O sono influencia o desempenho intelectual e a capacidade de memória e é fundamental para repor as energias. Dessa forma, antes de dormir, evite alguns hábitos como fazer refeições volumosas; consumir álcool em quantidades além das indicadas; trabalhar, principalmente em computador; ver TV, especialmente telejornais; discutir e/ou conversar temas que fomentem a ansiedade.

 

7. Manter as vacinas em dia

Adultos também se vacinam. Muita gente desconhece a importância da prevenção contra tétano, as hepatites e outras doenças evitáveis. Comunique a seus colaboradores a importância dessas vacinas.

 

8. Administrar o estresse

O estresse é inevitável em nossas vidas, mas pode ser gerenciado, o que minimiza seu impacto. Periodicamente, tenha um momento de lazer com os amigos e curta a família, reservando tempo para seus filhos e sua esposa. Namore, passeie, viaje.

 

9. Desenvolver outros interesses

Aconselha-se a matrícula em cursos de interesse pessoal, como curso de fotografia; ou em um clube de vinhos etc. Estude algo que sempre atraiu sua curiosidade. Enfim, ponha sua cabeça e seus sentidos em áreas diferentes do trabalho.

 

10. Obsevar os check-ups

Faça check-up de saúde com regularidade. Conhecer o corpo ajuda na precaução de doenças e permite tomar atitudes que podem prolongar e melhorar a qualidade de vida, o que ajuda na relação conosco mesmo e com aqueles que nos amam.

comentários