Do jeito e modo certos

0
1521

O momento de demitir um profissional é sempre delicado. Em período de crise econômica e escassez de vagas, o colaborador fica permanentemente em alerta e receoso com possíveis cortes na equipe e mudanças na política de benefícios e remunerações. Isso, de maneira inevitável, impacta a autoestima e sua produção. Quando chega a hora de anunciar o desligamento da empresa, é necessário que o processo seja planejado e conduzido com respeito, ética e transparência, pois uma empresa conhecida por não lidar corretamente com o desligamento dos membros da equipe tem sua imagem prejudicada no mercado e afasta novos candidatos e talentos.

“Os demitidos devem ser tratados com dignidade e ajudados na busca de uma nova atividade para continuarem a carreira em outro lugar. A maneira como se anuncia o desligamento impacta diretamente a reação de quem está saindo e também da equipe que fica”, explica o diretor-presidente da Lens & Minarelli, José Augusto Minarelli. O especialista explica que, nessa tarefa, o RH deve dar apoio ao chefe ou gestor que fará a demissão para que o processo seja desenvolvido e encerrado da maneira correta.

Muitas organizações ainda não têm políticas de demissão, nem adotam as melhores práticas para demitir com responsabilidade. Isso porque não existe um manual ou um curso sobre a forma de comunicar o encerramento do contrato de trabalho e anunciar um desligamento, sem acarretar riscos desnecessários para as empresas. “Além disso, é fundamental que as lideranças se antecipem aos comentários da equipe e comuniquem a todos as modificações na equipe e quem entra e sai da empresa”, recomenda Minarelli.
Uma das maneiras que as organizações têm procurado para deixar a demissão mais amigável e humana é oferecer apoio à transição de carreira e outplacement no desligamento de seus profissionais. Com isso, a empresa torna o processo de desligamento menos traumático, para executivos que precisam demitir e para os colaboradores desligados, que do contrário, saem do processo cheios de dúvidas, preocupados com o futuro e sem conhecimento de como será sua rotina de vida, dali por adiante, de acordo com o especialista. Minarelli lista, ainda, alguns passos para anunciar ao colaborador o desligamento dele da corporação:

►Comunicar a demissão;
►Explicar o motivo da demissão e o critério da escolha;
►Agradecer o tempo em que trabalharam juntos e colocar-se à disposição;
►Dizer que há um “pacote” ou alguma forma de ajuda, em que pode estar incluído o programa de outplacement oferecido pela empresa ao demitido;
►Ouvir com sinceridade e responder possíveis perguntas do ex-colaborador;
►Dizer com clareza o que o profissional deve fazer em seguida, aonde deve ir e quais serão os próximos passos dele, e da empresa, após a comunicação.

Minarelli recomenda que, após o anúncio e a efetivação da demissão, o gestor se reúna com os colaboradores que permanecerão na empresa, explique a nova estrutura e como o trabalho da equipe será executado a partir daquele momento. “Isso faz parte dos princípios de transparência que devem reger qualquer relacionamento. Também é importante estimular a cooperação com os pares que saíram e transmitir feedback do processo ocorrido para o RH da empresa”, conclui o executivo.

comentários