Horas no batente

0
322

Entre 12 capitais do país, Brasília se destaca como a que tem o maior percentual de trabalhadores com jornada superior a 10 horas. São 13% contra a média nacional de 7%. Os gaúchos, por sua vez, são os campeões em jornadas médias de 8 a 10 horas de expediente (43%, contra 36% no país). Em Salvador, 47% afirmam permanecer de 6 a 8 horas por dia em seus empregos, frente a 41% na média nacional. E 16% dos profissionais capixabas assumem uma jornada de até 6 horas diárias de trabalho, diante de 11% da estatística no país. Os dados são da segunda edição da pesquisa Alelo hábitos alimentares do trabalhador brasileiro. O estudo, único levantamento do gênero no país, ouviu em 2015 mais de 3 mil entrevistados, em busca de informações sobre o comportamento dos profissionais que atuam no país.

comentários