Invenções tecnológicas ajudam na contratação de novos destaques

    0
    539

    Graças a internet, a área de RH vem sofrendo incrementos absurdos, ficando extremamente ágil, principalmente a parte de Talent Acquisition, onde os talentos são monitorados para compor a equipe. E se as empresas não se adaptarem a esta realidade, irão perder grandes contratações, e para Gustavo Parise, diretor-geral da Korn Ferry Futurestep para a América do Sul, isso não pode acontecer em tempos de extrema conexão.
    A internet já vem transformando o mercado de contratações há duas décadas, principalmente porque hoje a procura acontece por meio de sites de buscas na internet, mídias sociais e bancos de dados virtuais – ferramentas muito mais inteligentes e eficazes do que a mídia impressa, com anúncios de empregos, marketing do empregador, divulgação de informações salariais e etc. Pode parecer um pequeno passo, mas serviu para deixar os recrutadores mais atentos as opções qualificadas no mercado, e para deixar mais fácil os processos seletivos.
    E os avanços vão além. Trazendo melhorias na parte de comunicação com públicos-alvo por meio de mensagens sobre a cultura e os valores da organização, a área de recrutamento e seleção deve estar bastante ligada com a estratégia de negócio, ou seja, mostrando a melhor maneira de fazer um planejamento para resolver as áreas críticas que existem internamente, tudo isso analisando os funcionários e já trabalhando com a possibilidade de fazer contratações, e como utilizar do mercado para contratar no mercado.
    São diversas etapas que precisam ser trabalhadas, mas o pontapé inicial é entender como está a “marca empregadora” da companhia, ou seja, entender como o público-alvo enxerga a empresa e, assim, trabalhar em uma comunicação sobre a percepção da marca no mercado, evitando ao máximo cometer enganos nas interfaces digitais, já que o contato com os candidatos será quase que completamente feito vias tecnológicas, investindo em diversos canais para fazer a comunicação de maneira eficaz e rápida, como programas de indicações, consultorias especializadas e mídias sociais.
    Utilizando a tecnologia como meio facilitador de processos, ou seja, aplicando-a com responsabilidade, para que a empresa consiga informações de maneira rápida e precisa e seja uma experiência atrativa para o candidato. A internet também agrega outros atributos, como agilidade, informações estratégicas, aplicação de ferramentas de avaliações mais complexas e assertivas, além de permitir que os gestores de RH consigam desenvolver e avaliar estrategicamente os dados de mercado, para que essa área fique focada no papel de inteligência estratégica – ferramentas e métodos estes utilizados e muito nos EUA e em muitos países do continente europeu.
    Enfim, agregar tecnologia e metodologia ao Talent Acquisition das empresas, sobretudo no Brasil, ainda é um grande desafio. Mas, certamente, será uma parceria que gerará muitos frutos positivos.

    comentários