Leitura dinâmica

0
522

PARA AS JOVENS MAMÃES

Ler para os bebês contribui para o desenvolvimento da fala e da linguagem

kids-1136296_1920

Ler para o bebê é uma importante forma de estimulá-lo, pois o ensina sobre comunicação, introduz conceitos como histórias, números, letras, cores e formas de um jeito divertido.

Segundo a psicóloga e psicanalista Christine Bruder, diretora do Primetime Child Development, um centro de desenvolvimento infantil para crianças de 0 a 3 anos, a leitura na infância é muito importante, uma vez que 70% de todo o vocabulário que uma criança terá aos 7 anos é construído nos três primeiros anos de vida. “Ouvir diferentes palavras ajuda a construir uma estrutura cerebral mais rica. Crianças com as quais os pais conversam e lêem frequentemente conhecem mais palavras aos dois anos que crianças que não tiveram essa oportunidade”, explica.

Por ser interativa, a leitura também ensina ao bebê a olhar, apontar, tocar e responder questões – atividades que promovem, além do desenvolvimento social, a habilidade de pensar. As palavras que se ouvem, as frases, as imagens que são mostradas. Tudo isso irá formar grande parte do repertório que ela terá. Quando um bebê chega ao primeiro ano, ele já terá aprendido todos os sons necessários para falar seu idioma nativo. E quanto mais histórias ouvir, mais palavras o bebê terá escutado e melhor será a sua capacidade de falar.

Para a psicóloga, o mais importante é a interação entre a mãe e/ou o pai e o bebê, pois ler em voz alta para a criança é uma atividade maravilhosa que pode ser compartilhada por muito tempo. “Ler com o bebê ensina que a leitura é uma habilidade que vale à pena aprender. O texto pode ser simples ou mais elaborado; o que importa é que o inspire a fazer uma leitura com vozes, sons e expressões faciais marcantes e cativantes. Uma boa narrativa transcende o significado das palavras, e introduz a criança no universo das emoções, da aventura, da cumplicidade. Se a pessoa mais importante da vida dele adora ler, então para ele o mundo da leitura e dos livros também será muito significativo”, finaliza Christine.

comentários