Obrigado, Alvin Toffler

0
870

Este é um tributo a quem nos deu “O Choque do Futuro” e “A Terceira Onda”, dois livros que fizeram a cabeça de toda uma geração que procurava entender as grandes transformações da sociedade na metade final do Século XX. Alvin Toffler faleceu em 27 de junho, aos 87 anos.

Em O Choque do Futuro, lançado com enorme sucesso em 1970, já dizia que “os analfabetos do século 21 não serão aqueles que não conseguem ler e escrever, mas aqueles que não conseguem aprender, desaprender e reaprender”.

Concentrou sua atenção num novo conceito de transitoriedade, impressionado pela rapidez da mudança que já vinha afetando a vida de todo mundo. Graças a ele, não fomos pegos de surpresa. No que se refere às organizações, sua contribuição mais reveladora foi o conceito de adhocracia, ” um sistema temporário, variável e adaptativo, organizado em torno de problemas a serem resolvidos por grupo de pessoas com habilidade e profissões diversas e complementares” numa radical revisão dos modelos clássicos de departamentalização.

Mas foi em A Terceira Onda (1980) que traduziu as características da sociedade de serviços, uma evolução das duas anteriores, a da sociedade agrária e a da industrial. Na década de 50, observou, mais da metade da economia (e dos empregos) nos Estados Unidos já se concentrava no segmento de serviços, o que exigia uma gestão estrutural e cultural diferente da onda anterior. Explorou a desmassificação dos processos produtivos, criou a expressão prossumidor e chegou a mostrar, em vídeo, um automóvel orientado por GPS.

Esteve várias vezes no Brasil, onde discutiu a simultaneidade das três ondas; estávamos limitados à predominância das duas primeiras. A onda dos serviços desembocou, naturalmente, na revolução tecnológica e digital, tal como vivemos hoje. Ainda estamos discutindo que o modelo mental, linear e mecanicista da sociedade industrial está superado, algo que nos Toffler nos apontava há mais de trinta anos.

Se reunirmos um time dos grandes heróis do final do Século XX, forjadores do pensamento moderno das organizações, lá estará Alvin Toffler ao lado de Drucker, Prahalad, Hamel, Senge, Bennis, Naisbitt, Kotler, Porter e outros tantos que iluminaram nossa formação e, acima de tudo, nossas convicções.

Obrigado por sua herança, Alvin Toffler. Não seríamos os mesmos sem você.

Luiz Augusto Costa Leite, sócio-diretor da Change Consultoria de Organização

Obrigado, Alvin Toffler

comentários