Pesquisa aponta as habilidades mais buscadas por empresas do interior de São Paulo

    0
    602

    Profissionais com capacidade de planejamento, visão estratégica de longo prazo e gestão orçamentária fazem parte do perfil procurado pelas companhias,
    aponta Page Personnel

    Com a retomada do emprego e melhora na economia, muitas empresas estão de olho em profissionais qualificados e preparados para acompanhar esse crescimento. Capacidade de planejamento, visão estratégica de longo prazo e gestão orçamentária são as habilidades mais buscadas nesse momento. Essas características foram identificadas pelos consultores da Page Personnel, especializada no recrutamento de profissionais técnicos e de suporte à gestão, parte do PageGroup.

    Profissionais de áreas tradicionais continuam em evidência, porém, o mercado se apresenta com algumas demandas específicas que deverão exigir novos rumos de carreira, por exemplo, para a área comercial. As empresas necessitam de consultores com perfil mais técnico para oferecer soluções além do trivial, fomentando as vendas com olhar aprofundado para as necessidades dos clientes, não por acaso, vendedores com visão de Engenharia estão à frente desta tendência.

    Em geral, as empresas procuram profissionais com capacidade de colocar as empresas nos trilhos e deixá-la preparadas para o crescimento de mercado que se espera adiante. “As companhias não querem ser pegas de surpresa, sem o capital humano adequado para suportar a evolução do negócio, e ao mesmo tempo, ver seu concorrente saindo na frente quando em competição”, avalia Lucas Toledo, diretor da Page Personnel em Campinas.

    Confira abaixo as habilidades e posições listadas pela consultoria:

    1 – Vendedor Técnico
    O que faz: responsável pelas negociações e vendas B2B (da empresa para outras empresas) diferente do B2C que atua entre empresa e o consumidor.

    Perfil da vaga: saber atuar com ampliação de negócios em clientes existentes e desenvolvimento de novos negócios e se manter conectado a todos os processos relacionados à área comercial, desde formação de preços até elaboração de proposta de vendas, administração de pedidos, negociações, elaboração de forecast (previsão de vendas) e plano de negócios. Diferencial é a visão consultiva de solução envolvendo a necessidade do cliente, os produtos de sua empresa e produtos complementares de parceiros.

    Salário: R$ 8 mil a R$ 10 mil
    Motivo para alta em 2017: os profissionais com formação técnica em Engenharia e experiência na área de vendas estão em alta porque as empresas necessitam cada vez mais entender tecnicamente as reais necessidades dos clientes, e isso será fundamental para melhorar as negociações e a qualidade das vendas.

    2 – Coordenador de Vendas (Bens de Consumo)
    Perfil da Vaga: responsável por atuar em todos os canais de vendas com o objetivo de garantir a prospecção de novos negócios, monitorar a concorrência, garantir KPIs (os indicadores-chave de performance) e o desenvolvimento de equipes.

    Salário: R$ 6 500 mil a R$ 8.500 mil

    Motivo para alta em 2017: as empresas buscam profissionais com atuação direcionada aos resultados, e que sejam “hands on” (mão na massa/boa capacidade operacional) e em paralelo também atuem na liderança de pessoas.

    3 – Desenvolvedor de Software
    O que faz: responsável por desenvolver novas funcionalidades ou melhorias voltadas para o software, e também testar todas as possíveis falhas do sistema.

    Perfil da vaga: é importante ter conhecimento em diversas linguagens, para utilizá-las de diferentes formas, com o objetivo de atingir o resultado final, de forma satisfatória. O desenvolvedor de software é o responsável pelo levantamento dos requisitos e também pela melhoria de todos os projetos e sistemas em que estiver envolvido.

    Salário: R$ 6.500 mil a R$ 9 mil

    Motivo para alta em 2017: a forte utilização do meio digital necessita de constante atualização e melhoria de processos para garantir a satisfação dos usuários. O desenvolvedor de software deve estar atendo à grande demanda por aplicativos, serviços mobile e soluções de segurança da informação.

    4 – Supervisor de Produção
    Perfil da vaga: responsável pela gestão dos índices de produtividade da companhia, sempre visando aumentar a eficiência da produção e diminuir a quantidade de perdas. Além disso, o profissional terá a incumbência de promover a melhoria continua das linhas, implantação de ferramentas de qualidade e o alinhamento dos processos.

    Salário: R$ 7 mil a R$ 10 mil

    Motivo para alta em 2017: as empresas precisam cada vez mais de profissionais mais assertivos e focados em resultados, para possibilitar maior rendimento e lucratividade. O supervisor de produção deverá acolher as demandas por aumento de performance, por conta da esperada retomada de crescimento econômico do País.

    5 – Analista Financeiro Pleno
    O que faz: um dos responsáveis pelo planejamento da rotina financeira da empresa.

    Perfil da vaga: precisa estar familiarizado com as atividades de contas a pagar, e análise de fluxo de caixa. Também será responsável por elaborar as planilhas e relatórios de reporte à gerência/diretoria e desenvolver uma compreensão profunda da contabilidade da empresa.

    Salário: R$ 3.500 mil a R$ 5 mil

    Motivo para alta em 2017: neste momento, as empresas necessitam de analistas financeiros que saibam se integrar com outras áreas, para oferecer uma visão geral do negócio. Outro ponto fundamental: o analista se preocupar com o desenvolvimento de habilidades de avaliação e modelagem financeira.

    6 – Analista de Controladoria Sênior
    O que faz: responsável pela análise de budget (orçamento) e forecast (previsão de vendas/previsão de cenário) e auxílio ao Controller.

    Perfil da vaga: conhecimento em custos, prestar atendimento à auditoria interna e externa, bem como analise e preparação de relatórios gerencias/estratégico da Companhia.

    Salário: R$ 6 mil a R$ 10 mil

    Motivo para alta em 2017: mercado em busca de novas soluções estratégicas, visando melhores condições de novos contratos e renegociação de contratos já existentes.

    comentários