Plano odontológico ganha destaque como benefício para funcionários

    0
    525

    Atrair, reter e engajar bons profissionais, em um mercado cada vez mais competitivo, são grandes desafios enfrentados pelas organizações. Para ter sucesso nessa empreitada, as empresas brasileiras têm apostado não apenas em novas formas de remuneração e reconhecimento, mas especialmente em um pacote ampliado de benefícios para os colaboradores. Destaca-se nessa nova cesta o plano odontológico, produto valorizado por uma população cada vez mais consciente sobre a importância do cuidado com a saúde bucal – e que, ao contrário do que se pensa, apresenta um custo acessível, com baixo impacto na folha de pagamento das companhias. Dessa forma, o seguro odontológico tem se mostrado um benefício estratégico, atraindo o olhar dos gestores de recursos humanos.

    As últimas estatísticas divulgadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), para setembro de 2016, mostram que o número de beneficiários de planos odontológicos no Brasil alcançou 22,2 milhões de pessoas, um aumento de 2,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Somente na SulAmérica Odonto, a carteira de clientes aumentou 20% no acumulado de janeiro a setembro de 2016, na comparação com o mesmo período de 2015. Este é um mercado com grande potencial de crescimento, considerando ainda que somente 11% da população conta com cobertura odontológica e que um universo de 20 milhões de brasileiros nunca teve acesso a tratamentos com cirurgião-dentista no país.

    A inclusão do plano odontológico nas cestas de benefícios das empresas pode ser creditada, em grande parte, a uma busca por maior alinhamento entre as iniciativas de RH e as opiniões dos funcionários. No passado, as inúmeras vantagens desse tipo de oferta não eram percebidas pelas companhias e o comum era cumprir a legislação trabalhista e eventuais acordos sindicais. Agora, com a necessidade de manter quadros qualificados e especializados ante uma maior competitividade de mercado e pressões orçamentárias internas, tornou-se imprescindível ao empregador buscar diferenciais de atração e retenção de talentos. E é o próprio profissional que, hoje, coloca na balança os prós e contras de cada oportunidade de trabalho e demanda os benefícios que mais atendam as reais necessidades do dia a dia.

    Neste sentido, a assistência odontológica tornou-se um complemento fundamental ao plano de saúde no objetivo de contribuir para o bem-estar e a qualidade de vida dos colaboradores. Nunca é demais reforçar a importância das consultas periódicas com um dentista, lembrando que falhas comuns nos hábitos de higiene e cuidado com a saúde bucal podem levar a complicações desagradáveis nos dentes e nas gengivas, além da possibilidade de migração das infecções e bactérias da região da boca para órgãos vitais como coração, pulmões e até articulações.

    Sob essa ótica da saúde, observa-se que o benefício não apenas recompensa o esforço e a dedicação do colaborador, mas também contribui para a sua qualidade de vida, impactando positivamente o clima organizacional e a produtividade. Só é possível construir uma organização sustentável e resiliente com profissionais saudáveis e motivados.

    comentários