Por que as PMEs estão contratando freelancers?

    0
    653

    Trabalho freelance tem beneficiado principalmente as PMEs, que encontram nesta modalidade uma oportunidade de crescimento mesmo em meio à crise

    Mesmo com a crise que atinge o país, há cada vez mais PMEs e empreendedores no Brasil lutando a cada dia para sobreviver em tempos difíceis. De acordo com dados do Serasa Experian, entre janeiro e outubro de 2016 foram criadas no Brasil mais de 1.700.000 novas empresas, o maior número já registrado pela instituição no período desde 2010.

    Em meio ao momento pouco favorável, muitas PMEs têm conseguido crescer e continuar aumentando os seus números ano após ano. Um dos investimentos realizados por essas empresas para atingir esse crescimento é na área de Marketing e Programação. Por meio da contratação desses serviços é possível, por exemplo, aumentar o reconhecimento de seu negócio e inovar em termos de tecnologia, além de aumentar a sua capacidade de produção sem precisar expandir a estrutura da empresa.

    Em PMEs, porém, esses serviços são mais pontuais e os profissionais destas áreas podem não ser necessários no dia a dia de uma pequena empresa, dependendo do seu ramo. Por isso, o trabalho freelance tem sido a solução para a contratação destes serviços temporários.

    É o que acontece na RPM Agência Digital. De acordo com Raul Galvão, fundador da empresa, entre os principais benefícios de contratar freelancers está o fato de poder escolher entre vários perfis conforme a demanda dos seus clientes, e poder ajustar o orçamento do projeto conforme as propostas. A agência é formada por uma equipe de funcionários fixos, mas Raul opta também por contratar freelancers para ajudar a sua equipe fixa. “Hoje em dia, temos 5 funcionários fixos em nossa equipe, mas 30% dos trabalhos são realizados por freelancers”, completa o profissional.

    Segundo uma pesquisa realizada pela Workana, plataforma de trabalho freelance remoto com presença em toda a América Latina, os serviços de Marketing mais contratados na modalidade freelance são Anúncios para Facebook (51%), E-mail Marketing (45,5%) e Gestão e Comunicação em Redes Sociais (44,1%), sendo o ticket médio de cada área, respectivamente, R$411, R$534 e R$679. Além do Marketing, os segmentos mais procurados pelas empresas que buscam por serviços freelance são: TI & Programação (43%), Design e Multimídia (28%) e Tradução & Conteúdos (15%).

    “Unindo a necessidade das PMEs de contratar serviços pontuais para aumentar a sua visibilidade e inovar em seu produto ou serviço, além de aumentar a sua capacidade de produção, com a busca de autonomia e independência por parte dos profissionais freelance, é possível gerar uma alternativa de crescimento para ambas as partes em meio a crise”, diz Guillermo Bracciaforte, co-fundador da Workana.

    Neste sentido, a contratação de freelancers pode ser um grande benefício para as PMEs que desejam ser mais competitivas por meio de serviços voltados a internet e marketing, além de ser uma excelente forma de fazer uma empresa crescer sem precisar investir no aumento de sua estrutura.

    comentários