Quem nunca se achou bom demais para fazer certas tarefas no trabalho?

0
1723

O castigo mais terrível para qualquer ser humano, conforme Dostoievski, seria a condenação a uma vida inteira de trabalho “absolutamente desprovido de utilidade e sentido”. Ele tinha razão ao afirmar que o sentido é importante. Mas, percebo uma certa confusão dos profissionais ao imaginar o que realmente é esse “sentido” e como podemos encontrá-lo.

Quem nunca se achou bom demais para fazer certas tarefas no trabalho?Podemos identificar os cinco aspectos comuns sobre sentido do trabalho: ganhar dinheiro, alcançar status, fazer a diferença, seguir nossas paixões e usar nossos talentos. Claro que essa definição é diferente para cada pessoa. Nesse aspecto quero abordar a confusão que alguns profissionais fazem na ânsia pela busca desse sentido.

Independente de qual seja o objetivo de sua vida profissional, este sentido só será percebido com o tempo e não imediatamente quando começa a desempenhar uma determinada tarefa.

Existe uma diferença entre realizar tarefas e o que compreende o trabalho em si. De uma forma bem resumida, podemos dizer que a atividade será dividida em partes, algumas mais importantes que outras, mas todas são necessárias para realização de um bom trabalho.

Recebo reclamações recorrentes de profissionais que se acham bons demais para fazer aquela “pequena” tarefa na empresa. E, em alguns casos, na verdade, realmente são. Mas, é aí que vem a confusão toda.

Há profissionais que nas primeiras semanas desistiram e pensaram em mudar de emprego por achar que não encontraram o tal sentido no trabalho.

Importante salientar que quanto mais no início de sua carreira estiver, mais atividades tidas como “pequenas” e de menor importância terá que fazer. A somatória destas tarefas que comprovarão o quão bom você é. Então, a medida que seus resultados vão sendo destacados, poderá escolher melhores tarefas para desempenhar. Porém, isso requer tempo!

Não estou dizendo que deva ficar estagnado em um emprego que não mais atende a sua personalidade ou aspiração. Todos nós mudamos, aprendemos e modificamos nossas prioridades e perspectivas. Isso não significa que tenha chegado a uma conclusão dessa logo no início deste seu trabalho atual.

Espere pelo menos um ciclo. Geralmente, um ciclo ocorre de seis meses a um ano na empresa. Faça toda e qualquer tarefa com excelência. A diferença entre executar bem uma tarefa e fazer de qualquer jeito (o famoso “meia boca”) te dará quase que o mesmo trabalho, mas os resultados são completamente diferentes.

Encontrar sentido no trabalho não significa que não tenha que lidar com tarefas chatas, insignificantes e pequenas. Pelo contrário. Faça o que tem que ser feito com excelência e dedicação e dê tempo ao tempo. Essa simples ação já será um bom começo para encontrar esse tal sentido no trabalho.

Daniela do Lago, coach de carreira, palestrante, professora dos cursos de MBA da Fundação Getúlio Vargas nas disciplinas de Gestão de Pessoas, Comportamento Organizacional, Comunicação e Relacionamento Interpessoal e escritora. 

 

comentários