Ricardo Voltolini assume diretoria de sustentabilidade da ABRH-Brasil

    0
    391

    A partir desta semana, um dos mais experientes consultores empresariais do país em Sustentabilidade passou a integrar o time de voluntários da ABRH-Brasil. Diretor-presidente da Ideia Sustentável – Estratégia e Inteligência em Sustentabilidade, Ricardo Voltolini foi convidado pela presidente Elaine Saad a atuar na associação a fim de promover o envolvimento mais estratégico dos profissionais de RH com essa questão nas organizações.

    Ricardo-Voltolini_destaqueElaine entende que o tema ainda não foi efetivamente incorporado na agenda dos RHs e que, quando está, é de forma pontual e esporádica, desvinculada da estratégia de negócio. Voltolini concorda. Ele conta que, ao longo de seus 19 anos de experiência como consultor, constatou que o RH era convidado a participar do plano de sustentabilidade sempre de forma operacional e quando tudo já estava conversado.

    “Mas a sustentabilidade gera, necessariamente, demanda por ações de desenvolvimento de pessoas. É preciso ter, por exemplo, programa de educação corporativa; programas de autodesenvolvimento; ações on the job; comitês interdepartamentais; ou remuneração variável condicionada ao resultado em sustentabilidade, não somente ao resultado econômico, entre outras iniciativas.”

    O caminho para mudar isso passa por envolver o RH, provocar reflexões, orientá-lo e muni-lo de conhecimento para que, ao olhar para a organização, possa fazer a conexão entre a sustentabilidade e a estratégia do negócio, identificar as janelas de oportunidades e ser mais autônomo para participar da construção de uma cultura de sustentabilidade.

    O objetivo da nova diretoria é justamente promover a gestão de conhecimento em sustentabilidade oferecendo aos RHs um repertório de ideias para reflexão e ação no dia a dia.

    “Uma empresa não pode mais consumir recursos naturais como sempre fez, hoje não se aceita mais isso, assim como não se aceita mais a ideia de obter lucro em prejuízo de pessoas e do meio ambiente. Uma ideia em ascensão hoje é a de que o lucro será mais legítimo quanto mais vier de uma ação empresarial que produza benefício para as pessoas e o meio ambiente”, salienta o novo diretor da ABRH.

    Esse movimento, afirma ele, ao contrário do que muitos pensam, não é um modismo; veio para ficar.
    “Temos de produzir e consumir de forma a não criar um passivo ambiental e social a ser pago a penas duríssimas pelas próximas gerações”, finaliza.

    Em sua carreira de consultor, Voltolini já atendeu organizações brasileiras importantes, como Cielo, Renner, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco, Fibria, Unimed, Natura, Votorantim, Itaipu Binacional, Sebrae-SP, Sesc-SP e Ultragaz, entre outras. Ele também idealizou a Plataforma Liderança Sustentável, iniciativa que visa inspirar e educar líderes brasileiros para os valores da sustentabilidade.

    comentários