Salários em RH sobem, mas nem todos acima da inflação

0
541

A consultoria Robert Half divulgou seu Guia Salarial de 2015, que indica tendências em contratação e remuneração para o período. Na área de Recursos Humanos, houve aumento de remuneração em todos os cargos, mas ele variou de 2% a 17%. Entre 2014 e 2015, os maiores crescimentos ocorreram nas posições de remuneração mais alta. Isto indica que a desigualdade entre salários de cargos iniciais e de liderança aumentou.

Em empresas grandes, os coordenadores de remuneração e benefícios passaram da faixa de 6.500 – 12.000 de remuneração média à de 8.000 – 14.000. Isto garantiu ao cargo o maior aumento da área (17%). Na outra ponta, os analistas de recursos humanos passaram de 2.500 – 4.000 a receber 2.500 – 4.200 mensais, com uma variação de 2% em média. Em 2014, a inflação oficial brasileira foi medida em 6,41%.

Entre os campos de atuação do profissional de recursos humanos, o de Remuneração e Benefícios teve aumento médio maior. Segundo o estudo, esses executivos têm sido alvo das políticas de retenção das empresas, experimentando até mesmo certa inflação salarial em alguns segmentos.

Para 2015, a tendência observada pela consultoria é de mais eficiência e rapidez na tomada de decisão, além de reforço nas estratégias de atração de talentos de recursos humanos.

comentários