Saúde da mulher do século 21 é tema de debate

    0
    305

    Pesquisa mostra que, hoje, as mulheres representam
    um terço do total de infartados

    “É um fato que as mulheres estão expostas aos mesmos fatores de risco à saúde que ameaçam os homens. Assim, é necessário que entendam a necessidade de terem (com isso) a atenção equivalente à requerida deles. Afinal, elas fumam mais do que eles, consomem bebidas alcoólicas na mesma medida e têm dupla ou tripla jornada”, observa Gilberto Ururahy, diretor-médico da Med-Rio Check-Up. Segundo ele, a análise dos check-ups feitos pela Med-Rio aponta que, em 1990, de cada nove vítimas de infarto, uma era mulher. Hoje, as mulheres, cada vez mais cedo, representam um terço do total de infartados. Ururahy participa, nesta sexta-feira (31), no VillageMall, Rio de Janeiro, do evento Elas por Elas 2017. Ele fará a na palestra A Saúde da Mulher Moderna.

    O movimento Elas por Elas 2017 (realização do jornal O Globo, das revistas Vogue, Crescer, Galileu, Glamour, Marie Claire, Época ePequenas Empresas & Grandes Negócios, com patrocínio do VillageMall), é idealizado para debater o empoderamento feminino e a igualdade de gêneros. O espaço, que reunirá palestrantes de diferentes áreas, destina-se a inspirar e promover a troca de experiências quanto aos desafios da mulher. Um deles é assegurar seu bem-estar.

    comentários