Um batismo de fogo no mercado de tecnologia

0
324

A principal porta de entrada dos jovens na Dextra é o programa de estágio, chamado Dextragiários. Ele teve início em 2007, mas foi a partir de 2013 que passou a contar com a colaboração de vários dextranos (mais de 20 colaboradores), como são chamados os funcionários, de diferentes áreas e níveis hierárquicos que se voluntariam para fazer parte do processo de seleção dos jovens talentos. Esse processo colaborativo começou com uma reunião da área de RH com participantes e candidatos aprovados dos anos anteriores para revisão e melhorias das etapas do processo.

Assim que os novos estagiários entram na empresa, passam por um período de capacitação nas tecnologias utilizadas e adaptação ao ambiente de trabalho. O grande desafio, nesse período, é preencher eventuais gaps existentes na formação dos jovens e, ao mesmo tempo, iniciar um contato com a dinâmica de trabalho, bastante diferente do que eles vivenciaram ao longo de sua formação. O processo de capacitação é composto pelas seguintes fases: capacitação teórica; desafio prático; apresentação das equipes; alocação dos estagiários.

A capacitação dos estagiários começa com diversas palestras sobre as tecnologias e ferramentas a serem utilizadas na implementação da solução. As palestras são realizadas por diversas pessoas, de diferentes times de projetos, já permitindo um contato mais próximo entre os novos colaboradores e os times existentes na empresa. Além disso, cada pessoa que apresenta um assunto acaba se tornando uma referência para a resolução de dúvidas futuras. As apresentações técnicas são realizadas ao longo de uma semana.

Os jovens passam, ainda, por um desafio prático. Para execução desses desafios, eles utilizam o mesmo ambiente de trabalho e recursos que as equipes de projeto possuem, além de serem acompanhados de perto por um membro da equipe que elaborou o desafio. Para completar o processo de capacitação e integração, no último dia da capacitação, todas as equipes de desenvolvimento fazem uma apresentação explicando o que cada uma faz, quais os projetos que está desenvolvendo no momento com o objetivo de atrair os estagiários que, logo em seguida, escolhem, em ordem de preferência, em qual equipe querem trabalhar.

Participar das decisões 
Crie um ambiente que estimule o aprendizado constante dos jovens. Ouça-os e dê espaço para que façam parte de algumas decisões da empresa. Eles são cheios de criatividade e gostam de inovar. Acompanhamos esse movimento para proporcionar a identificação de valores entre os jovens e a empresa.

Luiza Coelho, coordenadora de RH

 

Boas práticas 
â–º Carga horária diferenciada: a Dextra conta com muitos colaboradores entre 17 e 22 anos que cursam faculdades no período noturno. Para apoiá-los, a empresa oferece uma carga horária diferenciada nos períodos de aula. Mesmo com contrato CLT, eles podem fazer 6 horas diárias, organizadas da melhor forma para o colaborador e para a sua equipe.

â–º Programa de Estágio: mais de 20 pessoas se voluntariaram para selecionar os jovens talentos. O processo iniciou com uma reunião da área de RH com participantes e candidatos aprovados dos anos anteriores para revisão e melhorias das etapas de modo que as sugestões propostas já saíam com plano de ação.

 


Com uma equipe de mais de 100 colaboradores, a Dextra oferece serviços de desenvolvimento de software sob medida baseado em aplicações mobile, aplicações Web, consultoria entre outros.

comentários